Novo Guia Alimentar para a População Brasileira

Postado em nov 6, 2014 em Alimentos, saúde | Comentários desativados em Novo Guia Alimentar para a População Brasileira

O Novo Guia Alimentar para a População Brasileira foi lançado ontem pelo Ministério da Saúde. Vale a pena a leitura.   http://portalsaude.saude.gov.br/images/pdf/2014/novembro/05/Guia-Alimentar-para-a-pop-brasiliera-Miolo-PDF-Internet.pdf

Leia mais

Carboidratos

Postado em jul 30, 2014 em Alimentos, Nutrição Esportiva, saúde | Comentários desativados em Carboidratos

  Os carboidratos possuem uma série de funções no organismo. Falando mais especificamente na relação com exercícios ele é a matéria-prima do glicogênio, é combustível energético, inibe o catabolismo protéico e estimula o aumento de massa magra, é combustível para o Sistema Nervoso Central, retarda a fadiga… Não é à toa que 50-60% da nossa dieta deve ser à base de carboidratos. Ele engorda, é o que dizem, à noite então nem pensar! Sem radicalismos e terrorismo, por favor. O carboidrato deve aparecer em todas as refeições do dia, não em grandes quantidades, preferindo aqueles de melhor qualidade: frutas são boas fontes, cereais integrais, batatas e mandioca, a dupla arroz + feijão, mel, são todos ótimas fontes de carboidratos, acompanhados de micronutrientes e compostos bioativos, além de serem alimentos típicos e habituais da população brasileira....

Leia mais

Leite achocolatado como opção pós-treino

Postado em abr 20, 2012 em Alimentos, Nutrição Esportiva | 0 comments

  Estudos mostram que o leite achocolatado pode ser uma boa opção de bebida de recuperação após um treino, tanto para promover a síntese protéica quanto para contribuir para a reposição dos estoques de glicogênio muscular, importante fonte de energia durante a prática de exercícios físicos. O leite é fonte de proteína de alto valor biológico e incluindo o achocolatado, adicionamos também carboidrato à preparação, dois nutrientes essenciais após a prática de exercícios físicos. A preparação deve ser feita utilizando o leite na sua forma desnatada a fim de acelerar o processo de digestão e absorção dos nutrientes, já que a gordura vai retardar um pouco esse processo. O leite também possui em sua composição eletrólitos como o Sódio e Cloro, que eliminamos através do suor durante uma sessão de treino e que devem ser repostos a fim de evitar desidratação, logo é um bom hidratante pós-treino. Além disso, é uma preparação de baixo custo, saborosa e de fácil...

Leia mais

E o leite, devemos/podemos consumí-lo?

Postado em fev 4, 2011 em Alimentos, Perda de peso, saúde | 0 comments

Uma série de mitos rodeiam a questão do consumo de leite de outras espécies pelo ser humano adulto. Para complicar essa questão, os profissionais da área da saúde fornecem diferentes opiniões sobre o assunto, alguns sendo favoráveis e outros contra o seu consumo. Recentemente, inclusive, um livro foi lançado levantando todos os prós e contras do consumo de leite na maturidade, baseados em pesquisas científicas, com o objetivo de deixar a decisão de utilizá-lo na dieta, ou não, por conta do leitor. O livro chama-se, para quem tiver interesse, “Leite para Adultos: mitos e fatos frente à ciência”. O que é fato: o leite e derivados representam a melhor fonte alimentar de Cálcio, nutriente com papel importantíssimo na prevenção da Osteoporose. Se você optar por retirar o leite da sua dieta, deverá compensar esse Ca’lcio consumindo outros alimentos que o contenham, como por exemplo alguns vegetais, e alimentos enriquecidos com o nutriente. A diferença está na biodisnobilidade e nas quantidades. Enquanto que, com aproximadamente 3 porções de leite/derivados, sua necessidade diária de Cálcio está atingida, a ingestão de legumes deveria ser quase que durante todo o dia. Quem deve evitar o leite são as pessoas que possuem intolerância à lactose. Essas devem buscar outra maneira de compensar a quantidade reduzida de Cálcio na dieta. Outras vantagens que podem ser consideradas: o leite (desnatado) hidrata mais que a água  após um treino; e estudos sugerem que o Cálcio auxilia no...

Leia mais

Chá Verde: Modo de Preparo

Postado em ago 3, 2010 em Alimentos Funcionais, Perda de peso, saúde | 0 comments

O chá verde atualmente é reconhecido como alimento funcional já que estudos mostram benefícios à saúde de quem o utiliza habitualmente: auxiliar na redução de peso, redução de triglicerídios e colesterol sanguíneos, prevenção de alguns tipos de câncer, redução da pressão arterial, entre outros. Alguns desses benefícios ainda precisam ser estudados pois não estão completamente esclarecidos. Mas uma dúvida bem comum entre as pessoas que possuem indicação para utilizá-lo é de como preparar corretamente o chá verde a fim de não perder seus benefícios. Um estudo bem recente avaliou o chá verde produzido no Brasil, para ver a quantidade de compostos fenólicos (principais responsáveis pelos benefícios do chá verde) e como seria o melhor modo de prepará-lo. Os resultados foram os seguintes: * o chá verde produzido no Brasil apresenta maiores quantidades de compostos fenólicos em função do solo e do clima (amostra de Vale do Ribeira); * ele deve ser preparado por pelo menos 5 minutos em infusão (adicionar a erva à água quente – não deixar a água ferver) para ter seus benefícios; e no máximo por 10 minutos pois seu sabor será alterado nessa fase, liberando taninos e tornando-o amargo; * durante esse preparo, “mexer” o chá levemente; * o chá a granel extrai mais os compostos bioativos do que o sachê de chá (pode-se abrir o saquinho de chá e retirar a erva para prepará-la); * a quantidade média é de 1g de erva para 100ml de água; e, respeitando essa proporção, quanto maior o volume, mais compostos bioativos; * como o chá verde possui antioxidantes, o tempo máximo para ser utilizado, segundo o estudo, é de 24 horas, mantido à temperatura ambiente ou em geladeira. Fonte: Chá verde brasileiro (Camellia sinensis var assamica): efeitos do tempo de infusão, acondicionamento da erva e forma de preparo sobre a eficiência de extração dos bioativos e sobre a estabilidade da bebida. Ciência e Tecnologia de Alimentos; Maio de...

Leia mais

Slow Food

Postado em maio 25, 2010 em Alimentos | 0 comments

O Movimento Slow Food foi fundado em 1989, na Italia, tendo como objetivo inicial defender a boa comida, o prazer gastronômico e um ritmo de vida mais lento. Atualmente o Slow Food conta com mais de 100.000 associados em todo o mundo, e sua filosofia atual é ter um alimento Bom, Limpo e Justo. Resumindo, o alimento deve ser saboroso; produzido de maneira a não prejudicar nossa saúde, o ambiente ou os animais, mantendo o sabor e a qualidade nutricional; e ser justo no pagamento aos produtores de alimentos. E o que nós podemos fazer se quisermos ajudar nesse movimento? Dê preferência aos alimentos de sua região e da época, conheça a procedência do alimento que está comprando (vá em feiras de produtores), utilize menos fast food na correria do dia-a-dia e faça uma refeição saborosa, colorida, optando por alimentos saudáveis. Quem tiver interesse no movimento, o site é...

Leia mais