Uma série de mitos rodeiam a questão do consumo de leite de outras espécies pelo ser humano adulto. Para complicar essa questão, os profissionais da área da saúde fornecem diferentes opiniões sobre o assunto, alguns sendo favoráveis e outros contra o seu consumo.

Recentemente, inclusive, um livro foi lançado levantando todos os prós e contras do consumo de leite na maturidade, baseados em pesquisas científicas, com o objetivo de deixar a decisão de utilizá-lo na dieta, ou não, por conta do leitor. O livro chama-se, para quem tiver interesse, “Leite para Adultos: mitos e fatos frente à ciência”.

O que é fato: o leite e derivados representam a melhor fonte alimentar de Cálcio, nutriente com papel importantíssimo na prevenção da Osteoporose. Se você optar por retirar o leite da sua dieta, deverá compensar esse Ca’lcio consumindo outros alimentos que o contenham, como por exemplo alguns vegetais, e alimentos enriquecidos com o nutriente. A diferença está na biodisnobilidade e nas quantidades. Enquanto que, com aproximadamente 3 porções de leite/derivados, sua necessidade diária de Cálcio está atingida, a ingestão de legumes deveria ser quase que durante todo o dia.

Quem deve evitar o leite são as pessoas que possuem intolerância à lactose. Essas devem buscar outra maneira de compensar a quantidade reduzida de Cálcio na dieta.

Outras vantagens que podem ser consideradas: o leite (desnatado) hidrata mais que a água  após um treino; e estudos sugerem que o Cálcio auxilia no emagrecimento.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *